APS: entenda o que é e suas vantagens

11 de setembro de 2020

Atenção Primária à Saúde, também conhecida pela sigla APS, é o primeiro contato de assistência à saúde de uma pessoa, juntamente com os cuidados de rotinas para que ela mantenha a saúde ao longo de sua vida.

A Atenção Primária à Saúde está ganhando destaque como uma vantajosa alternativa para reduzir o absenteísmo, prevenir o surgimento de doenças dos colaboradores, e melhor controle de despesas dos planos de saúde e, consequentemente, os custos da empresa.

Em resumo, com um acompanhamento permanente e mais próximo as chances de desenvolver doenças e até mesmo a evolução dos problemas de saúde que afetam os profissionais são reduzidas, evitando muitas vezes que eles se ausentem da empresa. Sendo assim, é uma medida importante na promoção da qualidade de vida e também no aumento da produtividade.

Na prática, aqueles atendimentos que não precisam de exames mais apurados ou especialidades médicas, tais como situações de alteração de pressão arterial, estado febril por resfriado, dor de cabeça e pequenos acidentes serão atendidas dentro da empresa e, dependendo da gravidade, o funcionário retomará suas atividades normalmente.

Outra característica da APS é o acompanhamento médico próximo e personalizado. Mesmo em uma empresa com um número grande de colaboradores, a relação entre médico e paciente dentro da empresa será mais próxima do que o atendimento em consultórios e hospitais. Afinal, o acompanhamento periódico ao colaborador cria um vínculo maior e mais proximidade.

A APS permite atender entre 80% a 90% das necessidades de saúde de uma pessoa e fornecer programas para a prevenção de doenças e promoção da qualidade de vida. Em uma visão geral, o objetivo da APS é cuidar da saúde das pessoas e não tratar doenças.

Equipes de saúde especializadas atendem de forma próxima e personalizada

Esta tarefa fica a cargo de equipes de saúde especializadas, como médicos da família, que atuam diretamente na promoção da saúde e ajudam a envolver o paciente em ações preventivas.

Os casos que não são tratados de forma preventiva na APS estão sujeitos a evoluírem para a necessidade de uma atenção secundária. Dessa forma, o nível secundário de saúde é composto por um sistema mais especializado, que visa a atender as necessidades de média complexidade.

Os casos mais complicados culminam na atenção terciária. Neste nível de atenção à saúde são atendidas situações de alta complexidade, assim como a procedimentos cruciais à preservação da vida.

Estudos realizados com diversos grupos de pessoas demonstram que potenciais enfermidades podem estar vinculadas a uma má alimentação, ao sedentarismo ou ao uso indevido de medicamentos sem receita médica. Uma breve investigação dos hábitos e dos sintomas pode ser suficiente para orientar uma mudança no estilo de vida e combater os sintomas.

Ao investir em um atendimento de Atenção Primária à Saúde é possível cuidar da origem dos problemas de saúde e evitar que eles se agravem e subam de nível.

Esse acompanhamento dentro do ambiente de trabalho permite que os colaboradores só recorram à marcação de consultas e exames fora da empresa em casos já pré-identificados pelos médicos da família presentes na empresa e encaminhados com um histórico de saúde ao especialista escolhido para a sequência do atendimento, quando necessário.

Veja no quadro abaixo as vantagens do Atendimento Primário à Saúde:

  • redução do índice de absenteísmo médico;
  • aumento da produtividade;
  • melhoria no planejamento de ações preventivas;
  • atendimento adequado aos grupos de risco;
  • controle e acompanhamento médico;
  • redução da sinistralidade no plano de saúde;
  • atendimento rápido em casos de emergência;
  • melhoria do relacionamento da empresa com o trabalhador;
  • agilidade dos exames médicos (admissionais, demissionais, periódicos e de retorno ao trabalho);
  • mapeamento da saúde ocupacional;
  • gestão integrada do atendimento assistencial e ocupacional;
  • atendimento médico, ocupacional e assistencial;
  • informatização da gestão.

Todos os indivíduos têm necessidades de saúde, bem-estar e segurança e a inclusão da APS (Atenção Primária à Saúde) na empresa vai ao encontro de uma cultura de cuidados preventivos, fundamental para manter os colaboradores saudáveis, motivados e produtivos — com custos mais baixos para todos.

Fale agora conosco!