Telemedicina: atendimento bem perto de você

23 de outubro de 2020

Com as dificuldades de deslocamento causadas pela pandemia da COVID-19, os atendimentos on-line se tornaram mais comuns, inclusive nos serviços médicos. Saiba mais sobre as consultas a distância e as facilidades para o cliente e o profissional de saúde que mais esta opção de atendimento traz para a Danamed

Até antes da pandemia causada pela COVID-19 poucas pessoas conheciam ou usavam a Telemedicina, mesmo está modalidade de atendimento tendo surgido no Brasil no começo da década 90.

Com a circulação das pessoas reduzida pelas regras de distanciamento social e muitas pessoas evitando as visitas a hospitais e clínicas com o receio de contaminação pelo novo Coronavirus, diversos profissionais de saúde adotaram essa prática de atendimento, mantendo contato com seus clientes e pacientes por meio dos recursos tecnológicos de teleatendimento e evitando a interrupção ou adiamento de tratamentos e consultas.

Mas, final, o que é a Telemedicina e como ela pode ajudar a manter nossa qualidade de vida e prevenir problemas de saúde.

Desde o seu surgimento, essa área médica, que envolve o atendimento do paciente de maneira remota, tem contribuído para avanços significativos, tornando a saúde acessível a qualquer hora e em qualquer lugar.

Seja para consultas, exames de rotina ou em situações de urgência, esse é um apoio decisivo, contribuindo para a prevenção, diagnóstico, monitoramento e tratamento de doenças, lesões e outras condições médicas, tudo realizado à distância, ou seja, o médico e paciente não estão em contato físico.

Ela tornou possível a transmissão e o compartilhamento de informações médicas a quaisquer distâncias, com segurança e melhorias também na qualidade do atendimento.

Hoje, está presente em hospitais, clínicas, consultórios, ambulâncias e até no auxílio a bases humanitárias em regiões inóspitas ou de guerra.

Mas não é apenas no contato com os clientes e pacientes que a Telemedicina atua. Esta é uma área que tem rompido barreiras, eliminando distâncias geográficas e conectando especialistas a outros profissionais de saúde, administradores de unidades de saúde e outros prestadores, especialmente para a resolução de demandas comuns na área da saúde, como a carência de especialistas numa região, esclarecimento de dúvidas e obter uma segunda opinião médica.

Esse avanço é possível graças à aplicação de tecnologias modernas, como a Internet, sistemas de áudio, imagem e vídeo. A Telemedicina funciona por meio de uma combinação de equipamentos digitais, softwares, plataforma, Internet e especialistas qualificados.

Uma consulta de ponta-a-ponta

Para o atendimento por Teleconsulta, o médico e paciente estão distantes e utilizam a Plataforma de Telemedicina para realizar o encontro médico virtual.

No horário marcado, após o paciente já ter aceito o atendimento através do formato digital, ele entra na sala virtual e o médico usa o prontuário eletrônico da Plataforma de Telemedicina, que possui internamente uma ferramenta de videoconferência para ver e ouvir o paciente.

Após o médico concluir o atendimento remoto, ele assina o prontuário digital, solicita exames, faz prescrições digitais e envia diretamente ao paciente por e-mail ou SMS.

Caso o médico ou paciente sintam necessidade, eles podem encerrar a Teleconsulta e marcar uma consulta presencial.

Caso não seja necessário o contato presencial, basta reagendar um novo encontro virtual para acompanhamento ou análise dos exames físicos ou clínicos que porventura sejam solicitados.

Se o paciente estiver muito distante, e houver necessidade do exame físico, este poderá ser feito por um clínico geral da cidade durante um novo atendimento médico, chamado de teleinterconsulta.

Caso o médico solicite outros exames, entramos na área de Telediagnóstico. Aqui a presença do cliente é física em um laboratório ou clínica de exames de sua preferência. Lá um profissional de saúde treinado, como um técnico de enfermagem ou radiologia, realiza os exames, sejam eles laboratoriais ou de diagnóstico por imagem, como eletrocardiograma ou radiografia. Para isso, usa um aparelho capaz de gerar imagens digitais em conexão direta ou indireta com o computador, quando um software é usado para a visualização dos resultados.

Também a partir do computador, é possível compartilhar as informações em uma plataforma de telemedicina. Ela é responsável pelo armazenamento em nuvem — ou seja, sem guarda física de arquivos — dos dados colhidos durante o exame, além de informações clínicas do paciente.

A partir da geração do laudo, um especialista com acesso à Internet ingressa na plataforma, por meio de login e senha, e pode visualizar os dados. O médico pode aproximar, afastar, aumentar ou diminuir o contraste e analisar as estruturas anatômicas de vários ângulos diferentes.

Assim que interpreta os dados, ele produz um laudo com as suas conclusões e o assina digitalmente.

O documento fica disponível na plataforma de telemedicina, que pode ser acessada por funcionários da unidade de saúde que realizou o exame e até por pacientes, mediante login e senha.

Com os resultados em seu computador, o médico que os solicitou pode abrir os resultados na tela, ler e interpretar relatórios, visualizar as imagens geradas e agendar a consulta devolutiva com o cliente, definindo as próximas etapas do tratamento, caso necessário, ou o período da nova consulta de acompanhamento.

Todo esse processo acontece em pouco tempo, sem perda da qualidade, demora no atendimento e necessidade de deslocamento de ambas as partes.

E na Danamed? Tem?

Algumas iniciativas pontuais já estão acontecendo, como consultas com certos profissionais como nutricionistas ou especialistas. Mas temos uma visão mais ampla do processo, que vai além da contulta em si. Estamos homologando uma plataforma de acesso com um parceiro que nos dará o nivel de atendimento e a integração das demais atividades depois da consulta em si.  A experiência será simples e fácil para o usuário, o agendamento será feito através de um número 0800 (gratuito) e depois será enviado um link para a video consulta. E isso entra no ar em breve 🙂

O que muda?

Não falamos de substituir as consultas presenciais, mas de ampliar a oferta de opções e decidir juntos qual a melhor alternativa, conforme a necessidade. Estamos nos preparando para implementar mais esta opção para melhor atender, fique ligado porque o futuro está aqui, com ferramentas para que sejamos cada vez mais saudáveis, contando com ferramentas virtuais quando e se necessário. 🙂

Fale agora conosco!