Gente que se cuida. Uma imagem pode mudar uma vida!

14 de setembro de 2021

É impressionante as razões que despertam nossa motivação e nos levam a mudar radicalmente nossa vida. Neste mês, contamos a história da colega que decidiu adotar novos hábitos a partir de dois estímulos: uma foto e um sonho. Conheça a Renata e inspire-se!

Muito mais do que mudar de aparência, algumas decisões para perder peso e mudar toda a rotina de vida e hábitos alimentares passam pelo desejo que voltar aos tempos de mais saúde e pronta para assumir desafios e alcançar velhos sonhos. Essa é o caso da Renata, uma simpática e alegre funcionária do setor de operações em Gravataí (RS).

Renata Nunes de Castro Rosa é tem 42 anos, é operadora de máquina e está na Dana em Gravataí desde fins de 2003, mesmo local de seu marido, Daniel.

Mãe de duas lindas e alegres meninas, Mariana e Joana, ela já trabalhava no setor de produção antes de ser contratada pela Dana. Com os afazeres da casa e as tarefas diárias na Dana, Renata se descuidou da saúde, com hábitos alimentares os mais desregrados possíveis, muita correria e nenhuma atividade física regular.

Como sempre teve um pouco de anemia e constantes dores nas costas, com terríveis crises de inflamação no nervo ciático, ela começou a se preocupar com a saúde, o que se acentuou quando em um dos exames periódicos descobriu que estava pré-diabética.

“O que me levou a mudar foi mesmo a saúde, pois nunca fui muito ligada a estética e meu marido também nunca me cobrou nada em relação ao peso e minha forma física. Mas teve uma foto minha que me fez virar a chave e enxergar que tinha que fazer alguma coisa para melhorar minhas condições de saúde e ter mais qualidade de vida”, explica ela.

Ao comparar as fotos antigas com a foto tirada em 2018, Renata teve a percepção imediata que havia descuidado de sua saúde e estava com sobrepeso. Neste momento ela teve certeza que suas dores nas costas e taxas de glicemia tinham um motivo: seus hábitos de vida. Somente ela tinha condições de tomar alguma providência para reverter essa condição.

“A primeira coisa foi buscar ajuda dos profissionais de saúde Danamed. Quem me ajudou muito foi a nutricionista Fernanda Côrrea, que atende no ambulatório em Gravataí. Hoje em dia cuido muito da minha alimentação e faço esteira umas duas vezes na semana. Me sinto menos pesada, durmo melhor e tenho mais disposição para minhas filhas”, comemora a nova Renata.

Mas nem tudo foi tranquilo. Renata explica que a maioria dos colegas e toda a sua família incentivou e ajudou nesta fase de mudanças de hábitos, mas algumas pessoas não tiveram uma atitude positiva em relação a isso. “Recebi muitos comentários, uns bons e outros nem tanto, mas isso faz parte. A Renata de hoje sabe absorver o que realmente importa”, relembra.

Mas Renata ainda tinha um sonho a cumprir, uma tarefa nobre e exemplo para muitos outros. “A mudança é geral, não é uma mudança para os outros, é para mim! Tinha uma coisa muito simples que sempre quiz fazer e não conseguia por conta de os resultados de meus exames laboratoriais darem sempre algum problema. Agora que está tudo normalizado, pude ser doadora de sangue. Só o fato de realizar esse desejo já valeu todo o esforço”, comenta esta vitoriosa.

Para finalizar este exemplo de mudança e nova vida, Renata faz questão de registrar um agradecimento especial a todo o serviço médico da Danamed. “Todos foram importantes neste processo de recuperação da minha saúde”, avalia e conclui. “Eles me atenderam de forma individual e com orientações e exames específicos para mim. Sempre me acompanhando e comemorando junto comigo as metas atingidas”.

E você? Prática algum esporte ou tem alguma história que sirva de motivação para seus colegas da Dana? Conta para a gente!

Fale agora conosco!