Além do Novembro Azul: conheça as doenças que mais afetam os homens

14 de dezembro de 2020

Hoje falaremos mais uma vez a respeito da importância de cuidar da saúde dos homens com a Campanha de Prevenção ao Câncer de Próstata. Mas esses cuidados não são úteis apenas no novembro azul, mas sim o ano todo. Prevenção e virilidade têm que caminhar juntos. Pense na sua saúde, alimentação, seus hábitos diários e prática de atividades físicas. Faça exames preventivos, adote atitudes saudáveis e, sempre que preciso, procure orientação profissional. Seja homem! Cuide de quem você gosta, e ninguém gosta mais de você do que você mesmo!​

Quantos homens você conhece que realizaram consulta ou algum exame médico sem estarem doentes? Infelizmente por muito tempo a grande maioria dos indivíduos do sexo masculino deixaram a saúde em segundo plano.

Muitos pacientes homens ainda fogem do médico e até consideram constrangedor o contato com qualquer médico. Para escapar da consulta, a falta de tempo livre costuma ser a desculpa mais usada, porém é importante ressaltar que o diagnóstico precoce de muitas doenças pode representar uma vida mais longa e com mais qualidade.

Segundo, Dr. Josué Almeida Victorino, médico e professor da Universidade Federal de Ciências  e da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA) e colaborador Danamed, é muito importante que os filhos e toda a família incentivem os pais a irem ao médico fazer exames de rotina e que os pais orientem seus filhos a terem cuidados preventivos com sua saúde, além de darem exemplo desse hábito.

Tudo Isso para prevenir qualquer tipo de dano à saúde e evitar as doenças mais comuns entre os homens, que são:

Câncer de próstata – Este é o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens, daí a importância de prevenir e realizar os exames pertinentes para evitar a doença. A maior prevalência do câncer de próstata está nos homens que têm mais de 65 anos, mesmo assim, é de extrema importância visitar um especialista a partir dos 45 anos. Quando diagnosticado precocemente, o câncer tem riscos de mortalidade reduzidos.

Novembro azul: o foco é nas campanhas de prevenção ao câncer de próstata, mas os cuidados devem ocorrer o ano inteiro

Obesidade – A obesidade está ligada a diversos fatores, tais como sociais, ambientais, genéticos, comportamentais e psicológicos, entre outros. Os principais hábitos que podem  levar a esta condição é a adoção de um estilo de vida perigoso. Em outras palavras, ter uma rotina sedentária e uma dieta rica em gorduras e açúcares podem deixar o indivíduo cada vez mais próximo de estar obeso. Esta doença também é a porta de entrada para as complicações cardiovasculares. (veja matéria sobre o assunto nesta edição do Danamed Comunica ).

Doenças cardiovasculares – Homens sofrem com os males causados pelas famosas doenças do coração. As principais são infartos, Acidente Vascular Cerebral (AVC), arritmia cardíaca e hipertensão arterial. Assim como a obesidade, as causas das doenças  cardiovasculares podem ser genéticas, mas o principal motivo são os comportamentos negativos corriqueiros, como a má alimentação, o tabagismo, a hipertensão arterial sem diagnóstico e o colesterol alto. Para evitar sustos, os homens precisam fazer consultas médicas periódicas, controlar o peso e realizar constantes avaliações físicas e nutricionais.

Câncer de pulmão – Um dos grandes responsáveis por esta doença é o tabagismo, mas outros fatores de risco como o fumo passivo, a inalação de agentes químicos e a poluição do ar podem desencadear o problema. O câncer de pulmão tende a ser extremamente agressivo e se tornar metastático, ou seja, se espalhar rapidamente para outras áreas do corpo.

Diabetes – Esta é uma doença tão comum quanto silenciosa nos homens, principalmente em seu estágio inicial. A diabetes pode ser cruel, por isso, fique atento aos sintomas que podem se manifestar pela quantidade desproporcional de urina por dia ou até mesmo pela necessidade de beber água mais do que o normal. Em todo caso, o melhor remédio é adotar hábitos saudáveis que possam deixá-lo longe deste problema. Controlar a glicose no sangue e o sobrepeso, praticar exercícios, além de manter uma alimentação saudável para o corpo podem ser um ótimo começo.

Câncer de pele – É considerado o câncer que mais afeta os homens, até mais que o câncer de próstata, e por isso os homens precisam de atenção redobrada. Para prevenir o surgimento desse câncer é muito importante dar atenção à proteção da pele, com o uso de protetores solares, evitar a exposição ao sol durante os horários mais críticos do dia, usar chapéus, óculos e dar preferência ao uso de roupas que protejam dos raios UVA e UVB.

Doença hepática – A saúde do fígado é extremamente importante, pois é ele que realiza atividades de digerir alimentos, absorver os nutrientes e ainda eliminar agentes que podem prejudicar o organismo. Entre as doenças hepáticas estão a cirrose, a doença hepática alcoólica, o câncer de fígado, a hepatite viral e a doença hepática autoimune ou genética. A doença hepática pode também ser provocada pelo consumo de tabaco e álcool. Dentre as principais causas de cirrose destacam-se duas preveníveis- cirrose por esteatose Hepática (causada pela obesidade) e cirrose por excesso de bebidas alcoólicas.

Cálculos renais – A maior incidência de cálculos renais se dá em homens após os 50 anos e tem sido atribuída, em parte, ao efeito protetor dos estrogênios através da diminuição da excreção renal de cálcio. Há também outros problemas que podem causar os cálculos renais, como uma infecção urinária ou condições genéticas. Por isso, é sempre bom checar se estamos bebendo bastante água e nos alimentando adequadamente.

Pneumonia – A incidência de pneumonia em homens é maior que em mulheres, mas não por questões biológicas, e sim por motivos comportamentais e de hábitos de vida mais frequentes nos homens. Os principais fatores de risco para a ocorrência de pneumonia são tabagismo, imunossupressão, doença pulmonar obstrutiva crônica e insuficiência cardíaca.

Dr. Josué Almeida Victorino, médico e professor da Universidade Federal de Ciências  e da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA) e colaborador Danamed

Mas porque os homens estão sujeitos aos fatores que provocam essas doenças?

A explicação dada pelo especialista, Dr. Josué, é que os maiores fatores de risco que podemos observar na lista de doenças acima é que, fora as predisposições genéticas, essas doenças possuem causas em comum. É isso mesmo! Elas são decorrentes de alguns maus hábitos, como alto consumo de gordura e açúcares, baixo consumo de frutas e legumes, tabagismo, consumo de álcool e falta de exercícios, por exemplo.

A identificação precoce de qualquer problema aumenta as chances de um tratamento eficaz. Por isso, alguns exames devem fazer parte da rotina de cuidados com a saúde do homem, tais como:

  • Mensuração da pressão arterial;
  • Hemograma completo;
  • Testes de urina;
  • Teste de glicemia;
  • Teste de taxas de colesterol;
  • Teste de doenças sexualmente transmissíveis;
  • Exames da próstata;
  • Atualização da carteira vacinal;
  • Verificação do perímetro abdominal;
  • Teste de Índice de Massa Corporal (IMC).

Esses exames são importantes para evitar doenças crônicas como o diabetes, a hipertensão e a obesidade, que acarretam outros tantos problemas de saúde, e estão disponíveis nos programas de prevenção desenvolvidos pelas equipes Danamed o ano inteiro.

Comece hoje mesmo a cuidar da sua saúde e salve uma vida, a sua vida!

Fale agora conosco!